Tradição

HISTÓRICO DA FABRICAÇÃO


A tradição da CMN remonta a 1912, quando a fabricante de aviões fundada por Felix Amiot levou a Normandia para o cenário aeronáutico.

O design e a produção de aeronaves abriram caminho para a construção naval, tanto comercial como militar.

Nos anos sessenta a CMN começou a dirigir a atenção ao mercado de iates, então emergente, com a construção de uma série de iates a vela como o Maïca, de 11 metros, projetado por Illingworth e Primrose.

Ao longo das décadas de 70 e 80, entre outros projetos de corrida, a CMN lançou o Paul Ricard para Eric Tabarly e o Kriter IV para Olivier de Kersauzon.

À medida que o marcado de iates de luxo se expandia para iates cada vez maiores na década de 90, a CMN realizou projetos de mais de 140’, como a escuna Friday Star e o iate francês tipo Expedition, o Look II.

Com o novo milênio, a CMN Yachts lança iates a motor maiores, como o Bermie II de 49 m e o Héloval de 43 m, assim como iates a vela, como o Attimo de 32 m e o Lady Barbaretta também de 32 m.

Nos dias de hoje, com o desenvolvimento da LINE 60 da CMN, com 3 lançamentos recentes – Netanya 8, Slipstream e Cloud 9 -  a CMN YACHTS está se tornando uma nova e avançada referência na construção de iates de luxo.

doctype